DicasNotícias

Uso Racional de Medicamentos: o que é e por que devemos praticar?

Por 5 de maio de 2020Sem comentários

O Brasil possui dados alarmantes em relação à automedicação e os danos provocados por essa prática. E como a informação é o melhor remédio, hoje, 05 de maio, Dia Mundial sobre o Uso Racional dos Medicamentos, chamamos a sua atenção para este tema.

Segundo pesquisas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz):

  • 35% dos medicamentos são adquiridos sem prescrição médica;
  • 27% das intoxicações são por uso indevido de medicamentos;
  • 16% dos casos de morte por intoxicações são causados por medicamentos.

Riscos da automedicação

Em 2019, o Conselho Federal de Farmácia (CFF), por meio do Instituto Datafolha, constatou que a automedicação é um hábito comum a 77% dos brasileiros que fizeram uso de medicamentos nos últimos seis meses do ano. Quase metade (47%) se automedica pelo menos uma vez por mês, e um quarto (25%) o faz todo dia ou pelo menos uma vez por semana.

Essa prática traz riscos à saúde do ser humano e a farmacêutica da nossa Equipe Multiprofissional, Amanda Borges elencou três deles:

  1. Risco de Subdose (tomar a dose do medicamento inferior a necessária, não ocorrendo o efeito farmacológico que se espera);
  2. Risco de ingestão de medicamentos a mais que o necessário, levando ao paciente a se submeter a eventos adversos com danos graves como intoxicação grave e até óbito (em caso de uso de medicamento de baixa dosagem);
  3. Risco de tomar um medicamento com nomes semelhantes porém com funções farmacológicas diferentes (sound a like / look a like).

Para a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Uso Racional de Medicamentos parte do princípio em oferecer ao paciente o (os) medicamento (os) em doses necessárias e seu consumo por tempo apropriados a sua condição clínica, portanto trazendo os efeitos farmacológicos desejáveis com segurança, com mínimo de efeitos tóxicos e ao menor custo possível.

Esse conceito da OMS se construiu junto à Organização Pan-americana de Saúde (OPAS), que estimam que mais da metade de todos os medicamentos são prescritos ou dispensados de forma inadequada, e também metade dos pacientes não usam esses produtos corretamente, como mostram os dados da Fiocruz.

Além dos riscos à saúde, a automedicação gera prejuízo aos hospitais públicos e privados, pois eles gastam de 15 a 20% de seus orçamentos para lidar com as complicações causadas pelo mau uso de medicamentos, segundo dados da Fiocruz.

Amanda acredita que:

“A assistência farmacêutica é um ponto chave e essencial para a promoção do Uso Racional de Medicamentos evitando possíveis danos aos pacientes.”

Ela destaca que no Saúde & Suporte promovemos o Uso Racional de Medicamentos através de:

  • Treinamentos a equipe multiprofissional sobre administração de medicamentos;
  • Implantação de protocolos clínicos do manejo de medicamentos;
  • Criação fluxos de armazenamento e guarda de medicamentos nos domicílios;
  • Validação de prescrição com o olhar do profissional farmacêutico;
  • Farmácia clínica com visitas técnicas do farmacêutico aos pacientes de alta complexidade e polimedicados com finalidade clínica e educativa ao familiar e técnico de enfermagem.

Portanto, evite prejuízos à sua saúde. Procure o seu farmacêutico sempre que necessitar!